ianista Olinda Allessandrini e violonista Daniel Wolff tocam juntos em recital virtual



A CASA DA MÚSICA

Há três meses, a Casa da Música Poa vem promovendo, através de suas redes sociais, uma série de recitais virtuais com o objetivo de levar para a casa de cada espectador apresentações com diversos músicos e musicistas nacionais e da América Latina. Nesse sentido, o próximo recital da série CASA DA MÚSICA NA SUA CASA traz ao público apreciador da música um duo de instrumentos que, na música erudita, raramente são tocados juntos: o piano e o violão.

No domingo, 4 de outubro, às 19h, a pianista Olinda Allessandrini e o violonista Daniel Wolff apresentam duas obras de Ludwig van Beethoven (1770-1827): a Sonatina, WoO 44a, e o Andante con variazioni, WoO 44b. Os arranjos dessas músicas, originalmente compostas por Beethoven para bandolim e cravo, foram feitos pelo próprio Daniel Wolff.

As apresentações dos recitais CASA DA MÚSICA NA SUA CASA seguem tendo novas estreias regularmente, sempre nos domingos, às 19h, e podem ser acompanhadas pelas redes sociais do espaço cultural.


REPERTÓRIO

Sonatina, WoO 44a

Andante con variazioni, WoO 44b

de Ludwig van Beethoven (1770-1827)



ONDE ASSISTIR

As apresentações dos recitais CASA DA MÚSICA NA SUA CASA seguem tendo novas estreias regularmente, sempre nos domingos, às 19h, e podem ser acompanhadas pelas redes sociais do espaço cultural. Acompanhe os recitais nas redes sociais da Casa da Música Poa: - Facebook: https://pt-br.facebook.com/CasadaMusicaPoa/ - Instagram: https://www.instagram.com/casadamusicapoa/ - Youtube: https://www.youtube.com/casadamusicapoa


Olinda Allessandrini



É citada no livro Arte do Piano, de Sylvio Lago (Algol Editora, 2007): “[...] de técnica apurada e dotada de fina imaginação e bom gosto, Olinda Allessandrini é uma das mais atraentes pianistas do repertorio nacional”.

A pianista gravou CDs inteiramente dedicados a obras de Villa-Lobos, Radamés Gnattali, Chiquinha Gonzaga e Araújo Vianna, além dos CDs “Panorama Brasileiro”, “Valsas”, “pamPiano”, “Ébano e Marfim”, “Um piano na Esquina” e “Schubert, Schumann, Liszt”. Participou de vários CDs como pianista convidada. No mais recente, interpreta o Concerto em lá menor de E. Grieg com a Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul, sob a regência de Manfredo Schmiedt.

Participa regularmente de seminários de música e festivais, entre os quais o “Festival de Piano de Heidelberg” e o “Neckar Music Festival” (Alemanha, 2014), o Festival Villa-Lobos (Rio de Janeiro, 2014), o Ciclo Internacional de Piano em Montevideo (Uruguai, 2014), o Festival Internacional do Piano de Savona (Itália, 2013), “Musica em El Cabildo” (2011) em Montevideo, o Festival de Câmara de Caxias do Sul (2010), o Festival “Pianotune” (2011 e 2009), na Bélgica, entre outros.




Daniel Wolff


Primeiro Doutor em Violão do Brasil, Daniel Wolff é um dos mais destacados músicos brasileiros da nova geração. Considerado como “um violonista de primeira grandeza” pela revista Guitar Player, além da carreira como concertista, atua intensamente como didata, compositor e arranjador, pelo qual recebeu o prêmio Grammy.

Professor Titular da UFRGS, onde criou os cursos de Mestrado e Doutorado em Violão, Wolff foi também professor visitante da Universidade de Arte de Berlim, na Alemanha. Constantemente, é requisitado para ministrar cursos em universidades e festivais no Brasil, Estados Unidos, Alemanha, Portugal, México, Peru, Colômbia, Uruguai e Argentina.

Formado na Escuela Universitaria de Música de Montevidéu, recebeu bolsas de estudo da CAPES e CNPq para cursar Mestrado e Doutorado na prestigiosa Manhattan School of Music de Nova Iorque.


Vencedor de importantes concursos nacionais e internacionais de violão, sua carreira inclui apresentações na Europa e Américas do Sul e do Norte, destacando-se um recital no Carnegie Hall de Nova Iorque. Apresentou-se como solista de importantes orquestras do Brasil, Uruguai, Suíça e México. Por seus discos, concertos e composições, recebeu os mais altos elogios da crítica internacional.





Violinistas Ricardo Chacon e Ronner Urbina apresentam recital virtual



A CASA DA MÚSICA

Há três meses, a Casa da Música Poa vem promovendo, através de suas redes sociais, uma série de recitais virtuais com o objetivo de levar para a casa de cada espectador apresentações com diversos músicos e musicistas nacionais e da América Latina. Nesse sentido, o próximo recital da série CASA DA MÚSICA NA SUA CASA traz ao público apreciador da música um duo formado por dois violinistas venezuelanos que atualmente residem em Porto Alegre.

No domingo, 27 de setembro, às 19h, os violinistas Ricardo Chacon e Ronner Urbina apresentam a Sonata nº 5 para dois violinos, de Jean-Marie Leclair (1697-1764), e os Caprices nº 1 e 4, Op. 18, de Henri Wieniawski (1835-1880). As performances foram gravadas especialmente para essa série de recitais virtuais da Casa da Música Poa.

As apresentações dos recitais CASA DA MÚSICA NA SUA CASA seguem tendo novas estreias regularmente, sempre nos domingos, às 19h, e podem ser acompanhadas pelas redes sociais do espaço cultural.


REPERTÓRIO

Sonata nº 5 para dois violinos, de Jean-Marie Leclair (1697-1764)

Caprices nº 1 e 4, Op. 18, de Henri Wieniawski (1835-1880)



ONDE ASSISTIR

As apresentações dos recitais CASA DA MÚSICA NA SUA CASA seguem tendo novas estreias regularmente, sempre nos domingos, às 19h, e podem ser acompanhadas pelas redes sociais do espaço cultural. Acompanhe os recitais nas redes sociais da Casa da Música Poa: - Facebook: https://pt-br.facebook.com/CasadaMusicaPoa/ - Instagram: https://www.instagram.com/casadamusicapoa/ - Youtube: https://www.youtube.com/casadamusicapoa

Ricardo Chacon


Ricardo Chacon Casanova é um violinista venezuelano que atualmente reside em Porto Alegre. É doutorando em performance instrumental (violino) na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), sob a orientação do Dr. Fredi Gerling. Iniciou seus estudos musicais na fundação musical “Simón Bolívar” (El Sistema). Em 2000, conquistou o posto de violinista na Orquestra Sinfónica Simón Bolívar do Táchira, com a qual realizou concertos por várias salas da Venezuela. Participou de vários masterclasses de violino, fazendo aulas com Simón Gollo, José Francisco del Castillo, Domingo Garcia e Luis Miguel Gonzales. Atuou como músico de orquestra e como músico de câmara na Venezuela, Colômbia, Panamá, Moçambique e Aruba.










Ronner Urbina


Desde muito jovem, Ronner Urbina – referência como violinista venezuelano – destacou-se como membro do Sistema Orquestral Venezuelano ao assumir a função de spalla da Orquestra Jovem Zuliana Rafael Urdaneta. Em 2007, foi convidado pelo maestro José Antonio Abreu para representar a Venezuela nos festivais “Arte Sella” e “I suoni delle Dollomiti”, na Itália. Depois, foi chamado para participar de projetos internacionais com a Orquestra Sinfônica Simón Bolívar, incluindo, em 2008, a participação na entrega do Prêmio Príncipe das Astúrias, em Oviedo, na Espanha.

Ronner Urbina realizou sua formação como violinista na Escola Mozarteum Caracas, na Venezuela, sob a cátedra de Simón Gollo. Continuou seus estudos de graduação e pós-graduação em violino na Hochschule für Musik und Darstellende Kunst Mannheim, na Alemanha, com o prestigiado professor e pedagogo italiano Marco Rizzi. Na Alemanha, trabalhou como concertino associado da Filarmônica de Mannheim e como violinista convidado da Heidelberger Sinfoniker, da Baden-Baden Philharmoniker, da Mannheimer Mozartorchester, da Philharmonie der Nationen, entre outras orquestras.

Em 2014 e 2015, de volta a seu país, foi diretor do Conservatório de Música José Luís Paz e do núcleo Maracaibo Centro, escola onde estudou quando tinha quatro anos de idade, época em que começou a fazer suas primeiras aulas. Em 2015, apresentou-se nos Estados Unidos como violinista convidado da Orquestra Sinfônica Las Cruces (Novo México) e da Orquestra de Câmara San Antonio (Texas). Nesse local, ministrou aulas de violino no Classical Music Institute.

Apresentou-se em alguns dos mais prestigiados festivais do mundo, incluindo o Festival de Salzburgo (Áustria), o Festival de Lucerna (Suíça) e o Schleswig Holstein Musikfestival (Alemanha). Tocou em importantes salas de concerto, tais como a Philharmonie Berlim, Alter Oper Frankfurt, National Teather Mannheim, Brandenburger Hall (Alemanha), KKL Concert Hall (Suíça), Großer Saal Salzburg (Áustria), Guangzhou Concert Hall (China), Simón Bolívar e Teresa Carreño Theater (Venezuela), entre outros locais.

Em 2016, um de seus trabalhos foi indicado ao Grammy Latino, resultado de sua participação como diretor e arranjador de cordas do álbum “Ciudad de Luz”, da banda Generasión. Nesse mesmo ano, ganhou o Prêmio ARPA, na Cidade do México, por sua participação como violino solista no álbum “Cordero”, de Leonardo Díaz. Em 2017, conquistou o Prêmio Mara Internacional de Violinista com Maior Projeção Internacional, na cidade de Maracaibo, Venezuela.


Ronner Urbina reside atualmente em Porto Alegre, onde cursa doutorado em música na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), na área de práticas interpretativas (violino).


Eduardo Knob e Larissa Camargo interpretam repertório a quatro mãos



A CASA DA MÚSICA

Há três meses, a Casa da Música Poa vem promovendo, através de suas redes sociais, uma série de recitais virtuais com o objetivo de levar para a casa de cada espectador apresentações com diversos músicos e musicistas nacionais e da América Latina. Nesse sentido, o próximo recital da série CASA DA MÚSICA NA SUA CASA traz ao público apreciador da música obras de Felix Mendelssohn Bartholdy, que serão interpretadas, a quatro mãos, ao piano.

No domingo, 20 de setembro, às 19h, os pianistas Eduardo Knob e Larissa Camargo apresentam algumas das Canções Sem Palavras, do compositor alemão Felix Mendelssohn Bartholdy (1809-1847). A performance foi gravada especialmente para essa série de recitais virtuais da Casa da Música Poa.

As apresentações dos recitais CASA DA MÚSICA NA SUA CASA seguem tendo novas estreias regularmente, sempre nos domingos, às 19h, e podem ser acompanhadas pelas redes sociais do espaço cultural.


REPERTÓRIO

Canções Sem Palavras, do compositor alemão Felix Mendelssohn Bartholdy



ONDE ASSISTIR

As apresentações dos recitais CASA DA MÚSICA NA SUA CASA seguem tendo novas estreias regularmente, sempre nos domingos, às 19h, e podem ser acompanhadas pelas redes sociais do espaço cultural. Acompanhe os recitais nas redes sociais da Casa da Música Poa: - Facebook: https://pt-br.facebook.com/CasadaMusicaPoa/ - Instagram: https://www.instagram.com/casadamusicapoa/ - Youtube: https://www.youtube.com/casadamusicapoa

Eduardo Knob


Natural de Porto Alegre, Eduardo Knob trabalha desde 2017 como pianista do Coro Sinfônico da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA). Graduou-se Bacharel em Música em 2009, no Instituto de Artes da UFRGS, e Master of Music pela University of Houston, em 2013. Teve suas classes de piano com a Prof.ª Dra. Cristina Capparelli Gerling, com quem também produziu notas de programa para a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre nas suas temporadas de 2007 e 2008. De 2009 a 2010, participou do projeto “Quatuor en contact”, orientado pelo Prof. Dr. Fredi Gerling, em que se executou música de câmara, como os Quintetos de Dvoräk e de Brahms, sem o auxílio visual da partitura. Desde que se graduou bacharel, tem produzido um volumoso trabalho como camerista e pianista colaborativo ao lado de músicos de destaque internacional. Foi convidado pela pianista Tali Morgulis (Israel/Ucrânia) a juntar-se ao seu studio, de 2011 a 2013, na Moores School of Music, parte da prestigiada University of Houston, no Texas. Nesta instituição, ministrou aulas de piano para alunos de graduação e formou-se Master of Music, com distinção, em performance pianística. Atualmente, participa ativamente em atividades artísticas na área do Rio Grande do Sul e por festivais pelo Brasil. É frequentemente requisitado para tocar juntamente com orquestras como a Orquestra de Câmara da Ulbra, OSPA e OSUCS. Recentemente também integrou o corpo de profissionais do Festival Internacional SESC de música em Pelotas, nas edições de 2015 e 2016.

Vencedor de pelo menos 10 concursos nacionais e internacionais de piano, Eduardo destacou-se já em 2000, com o primeiro lugar no VIII Concurso Nacional de Piano Magda Tagliaferro, evento em que foi condecorado como Melhor Intérprete de Bach. Em 2005, aos 15 anos de idade, foi vencedor do Concurso Jovens Solistas da OSPA. Em 2006, participou do Concurso Claudio Arrau, no Chile, onde recebeu o prêmio de melhor intérprete de obra latino-americana. Em 2007, destacou-se no Festival de Música de Santa Catarina (FEMUSC), juntamente com seu colega Luís Fernando Rayo, formando o duo vencedor do Concurso Saint-Säens naquele mesmo festival. Em 2008, venceu o disputado concurso de piano Bauru-Atlanta Competition, e, em março de 2009, realizou um recital na Georgia State University, em Atlanta. Durante o período em que esteve se aperfeiçoando nos Estados Unidos, atuou com frequência como recitalista nas salas de concerto do estado do Texas. Dentre esses compromissos, destaca-se o recital solo a convite da Houston Symphony League, em 2011, e sua participação especial na abertura do Festival de Música Internacional da Fundação Fullbright, em 2012, na Universidade de St. Thomas.


Larissa Camargo


Nascida em São Paulo e filha de músicos, Larissa Camargo começou seus estudos de piano na infância. Atualmente, aos 25, está se formando em Bacharelado em Piano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sob a orientação de André Loss. Participa ativamente de vários festivais do Brasil, tendo aulas intensivas com grandes nomes do piano: Olinda Allessandrini (BRA), Luciana Sayure (BRA), Alexandre Dossin (EUA), Nariaki Sugiura (EUA), dentre outros. Sempre elogiada por sua musicalidade, destaca-se dentro da Universidade e nos festivais por esse motivo. Participa como pianista convidada de orquestras sinfônicas como a Orquestra da Ulbra e a Ospa Jovem. Atualmente, é pianista preparadora do coro da Ulbra. Realizou diversos recitais solos no Rio Grande do Sul e em São Paulo. Participa de grupos de música de câmara, já tendo tocado com grandes músicos do estado e do Brasil. Além disso, é constantemente convidada como intérprete para executar obras inéditas de jovens compositores.



Últimas notícias

WhatsApp-icone

ENDEREÇO

Rua Gonçalo de Carvalho, 22

Porto Alegre, RS

(atrás do Shopping Total)

REDES SOCIAIS

Siga a Casa da Música POA

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
FALE CONOSCO
arrow&v

© 2020 por UpaDigital